Uploaded by Marta Balbino

oliver-twist

advertisement
Material de apoio ao professor da obra Oliver Twist, da Macmillan Education do Brasil. Elaboração: Bárbara Borges e Fabiane Zorn.
Projeto gráfico e diagramação: Victor Malta. Revisão: Balão Editorial. Crédito da imagem: coolgraphic/iStock/Getty Images.
MATERIAL DE APOIO AO PROFESSOR
Nas páginas a seguir,
você encontra:
• Biografia do autor;
• Contextualização
da obra;
• Resumo da narrativa;
• Sugestões de atividades
para aula de Língua
Inglesa.
MATERIAL DE APOIO AO PROFESSOR
OLIVER TWIST | CHARLES DICKENS | ADAPTADO POR MARGARET TARNER
QUEM FOI CHARLES DICKENS?
Material de apoio ao professor da obra Oliver Twist, da Macmillan Education do Brasil. Elaboração: Bárbara Borges e Fabiane Zorn. Projeto gráfico e diagramação: Victor Malta. Revisão: Balão Editorial.
C
harles Dickens nasceu em 1812, na Inglaterra. Foi o grande romancista do século XIX,
atuando durante o reinado da rainha Vitória
(1837-1901), e um dos maiores da língua inglesa
de todos os tempos.
Dickens passou grande parte da infância na
cidade de Chatham, retratada em diversos de
seus romances. Sua família, inicialmente considerada de classe média, acabou se vendo em situação financeira complicada devido à inabilidade
do pai em lidar com o dinheiro.
Em 1824, o pai de Charles foi preso por dívidas. Isso afetou muito o garoto, que precisou deixar a escola e começar a trabalhar em
uma fábrica. Muitos dos temas de desigualdade, prisão e privações da infância abordados
em sua obra literária guardam relação com essa
experiên­cia pessoal.
Charles voltou a estudar após seu pai sair da
prisão, mas aos 15 anos interrompeu definitivamente a educação formal. Tratou de se tornar
escriturário no escritório de um procurador, e
seus empregos seguintes orbitaram o Direito até
que finalmente conseguiu uma posição de repórter em um jornal local.
Dickens envolveu-se com teatro e no ano de
1832 quase se tornou ator profissional. Escreveu uma série de peças e, em 1836, publicou o
romance As aventuras do sr. Pickwick, que se tornou um sucesso. A obra, repleta de denúncias de
cunho satírico, dialogava com a tradição teatral,
com os romances do século XVIII e com clássicos estrangeiros, como O engenhoso fidalgo Dom
Quixote de la Mancha, de Miguel de Cervantes
(1547-1616). No mesmo ano, Charles se casou
com Catherine, com quem teve dez filhos.
Entre 1837 e 1839, o escritor publicou Oliver
Twist em série, na revista mensal Bentley’s Miscellany.
O romance traz preocupações de ordem social e
moral, retratando a vulnerabilidade de crianças órfãs
em meio ao crime e à exploração nas workhouses.
Concebido no ano de 1843, Um conto de Natal foi o primeiro de diversos livros do autor
com temática natalina a serem lançados no fim
do ano, inaugurando esse segmento de obras no
mercado editorial.
Com o sucesso literário, Dickens se tornou
uma figura pública proeminente. Embora estivesse sempre rodeado de pessoas, durante seu processo criativo ele gostava da solidão e fazia sozinho
longas caminhadas, especialmente à noite.
Morou por um tempo na Itália, na Suíça e na
França, embora sua residência, na maior parte
do tempo, fosse Londres, na Inglaterra.
Em 1846, Charles foi editor-fundador do jornal liberal Daily News, e durante os anos de 1840
realizou diversas incursões no jornalismo diário,
buscando com isso garantir sua segurança financeira para além da literatura – o que se provou
um fracasso.
Nos anos seguintes, e por mais de uma década, dirigiu um reformatório para moças infratoras financiado por uma amiga abastada. Participou ainda de diversas reuniões de arrecadação de
fundos para caridade.
O romance David Copperfield surgiu entre 1849
e 1850 e contém muitos elementos que remetem à
experiência pessoal do autor, desde fatos relaciona-
1
MATERIAL DE APOIO AO PROFESSOR
Material de apoio ao professor da obra Oliver Twist, da Macmillan Education do Brasil. Elaboração: Bárbara Borges e Fabiane Zorn. Projeto gráfico e diagramação: Victor Malta. Revisão: Balão Editorial.
OLIVER TWIST | CHARLES DICKENS | ADAPTADO POR MARGARET TARNER
dos a sua infância até a rejeição amorosa por parte
de Maria Beadnell, por conta de sua posição social
inferior, nos primeiros anos de sua juventude.
Na década de 1850, suas obras começaram a
ficar mais sombrias: dessa época são A casa soturna (1852-1853) e A pequena Dorrit (1855-1857).
Por volta de 1853, Dickens passou a fazer
leituras pagas de suas obras para caridade e, em
1858, as abraçou como fonte de renda. Suas leituras, espetaculares devido à sua familiaridade com
o teatro, fizeram aumentar muito sua audiência.
A morte da personagem Nancy em Oliver Twist
– uma das cenas de maior impacto de suas obras –
era representada com bastante afinco pelo autor,
deixando a plateia verdadeiramente admirada.
Em 1855, Charles passou por uma crise de ordem política e pessoal: descontente com a guerra
na Crimeia (que expunha a vontade do governo
inglês de distrair a atenção da população da pobreza, da fome e do problema da educação do país),
também enfrentava dificuldades no casamento. Em
1858, ele e Catherine passaram a viver separados.
Entre as publicações seriadas para periódicos,
Dickens escreveu as famosas obras Um conto de duas
cidades (1859) e Grandes esperanças (1860-1861).
Em abril de 1869, sua saúde entrou em colapso e ele precisou abandonar o tour de leituras que
vinha fazendo. O autor morreu no ano seguinte, em 1870.
Charles Dickens foi um artista multifacetado,
que emplacou grandes obras como sucesso absoluto de crítica e público. Seus romances representam pessoas comuns e excêntricas, retratadas com
grande complexidade moral, emocional e psicológica, inscrevendo seus lendários personagens e suas
obras para sempre na história da lite­ratura mundial.
RETRATO DA OBRA: OLIVER TWIST
C
lássico da literatura universal, Oliver Twist, de
Charles Dickens, é uma grande demonstração
da genialidade artística do autor britânico, considerada uma obra-prima da literatura inglesa. A
história foi publicada em série entre 1837 e 1839
sob o pseudônimo Boz, na Bentley’s Miscellany,
revista editada mensalmente por Charles; pouco
depois, o texto foi organizado em três volumes.
Segunda obra de Charles, foi uma das primeiras
do cânone literário a ter uma criança como protagonista: o órfão Oliver. Inocente e vulnerável, ele
foge do interior da Inglaterra para cair nas mãos de
criminosos em Londres, que tentam em vão fazer
dele um ladrão. Depois de sofrer com as armações
de seu meio-irmão Monks, Oliver é resgatado por
Mr. Brownlow com o auxílio de Rose Maylie e de
Nancy, que acaba pagando caro por tê-lo ajudado.
Em Oliver Twist, Charles Dickens investe na
crítica social e põe em foco as questões morais,
representando pela primeira vez em sua obra, de
maneira realista, a pobreza e o mundo do crime na Londres do século XIX. Com maestria,
aborda tais temas recorrendo ao humor, ao suspense e à aventura. Ao longo do livro, o leitor
se surpreende com as descobertas em relação aos
mistérios em torno das origens do órfão.
2
MATERIAL DE APOIO AO PROFESSOR
OLIVER TWIST | CHARLES DICKENS | ADAPTADO POR MARGARET TARNER
RESUMO
Material de apoio ao professor da obra Oliver Twist, da Macmillan Education do Brasil. Elaboração: Bárbara Borges e Fabiane Zorn. Projeto gráfico e diagramação: Victor Malta. Revisão: Balão Editorial.
O
órfão Oliver Twist é recolhido ainda bebê em
uma workhouse – instituição na qual pessoas
pobres realizavam trabalhos árduos em troca de
abrigo e alimentação – no interior da Inglaterra.
Aos 11 anos é magro, pálido e desnutrido. Certo dia, ao pedir mais comida, Oliver apanha, é
deixado sozinho em um cômodo escuro e posto
à venda. Com medo do que poderia acontecer,
Oliver foge em direção a Londres.
Na capital, Oliver encontra um garoto que
lhe dá de comer e o leva até Fagin, um homem
que ensina os meninos a furtar (beneficiando-se
do produto desses crimes). Oliver é ingênuo e
não consegue aprender – na verdade, nunca seria capaz de tal ato.
Um dia, Oliver sai à rua com dois dos meninos treinados por Fagin e, após um deles furtar
o lenço de um cavalheiro, a vítima vê Oliver e
chama a polícia. Uma multidão começa a se reunir, os companheiros de Oliver fogem e o guarda
quase leva o menino, mas o dono de uma livraria
que assistira ao furto intervém atestando a inocência do garoto. Mr. Brownlow, o homem que
antes culpava Oliver, resolve levá-lo para casa.
Ao saber do ocorrido, Fagin se preocupa e
conta a notícia para seu parceiro de crime, Bill
Sikes. Temendo que Oliver os dedure e eles acabem presos e enforcados, os criminosos armam
um plano para recapturar o garoto. Para tanto,
esperam contar com a ajuda de Nancy, amante
de Sikes, que sofre violência contínua da dupla.
Na casa de Mr. Brownlow, Oliver é bem tratado, dorme e se alimenta adequadamente. Muito agradecido, o garoto se oferece para ajudar
seu benfeitor, que lhe dá uma tarefa: levar livros
e dinheiro até a livraria. Oliver abraça a missão
com alegria, mas no caminho encontra Nancy,
que finge ser sua irmã e o captura com a ajuda de
Sikes e de seu apavorante cachorro.
De volta à casa de Fagin, o menino escapa
de uma surra graças a Nancy. No dia seguinte,
Fagin arma um roubo para Oliver e encarrega
Nancy de levá-lo até o local; no caminho, ela
pede ao menino que se comporte, conta a ele da
violência de que é vítima e afirma que tentará
ajudar o garoto. Em seguida, eles se encontram
com Sikes, que leva Oliver até uma cidade próxima onde um comparsa os espera: Toby.
Munidos de armas e lanternas, os criminosos planejam roubar uma casa e obrigam Oliver
a entrar pela janela para abrir a porta principal.
O menino grita bem alto para acordar os moradores, que se assustam e atiram nele. Resgatado
pelos bandidos, Oliver é abandonado na estrada
para morrer, mas consegue voltar até a casa que
seria roubada e ser socorrido pelas moradoras,
Rose Maylie e sua tia.
Fagin conta o acontecido a Monks, um homem para o qual presta serviços. Aborrecido
com o fracasso do roubo, Monks deseja que
Oliver Twist seja preso, mas não morto. Nancy,
que aguarda atrás da porta para entregar um dinheiro a Sikes, ouve a conversa dos homens. Ela
finge estar dormindo sobre a mesa para não desconfiarem dela.
Revela-se então que Monks procurara a matrona da workhouse onde Oliver vivera para resgatar um relicário de ouro que a mãe do garo-
3
MATERIAL DE APOIO AO PROFESSOR
Material de apoio ao professor da obra Oliver Twist, da Macmillan Education do Brasil. Elaboração: Bárbara Borges e Fabiane Zorn. Projeto gráfico e diagramação: Victor Malta. Revisão: Balão Editorial. Crédito da imagem: Terriana/iStock/Getty Images.
OLIVER TWIST | CHARLES DICKENS | ADAPTADO POR MARGARET TARNER
to usava no dia de seu nascimento. Dentro do
medalhão, encontrara uma aliança de casamento
com o nome “Agnes” gravado e duas mechas
cortadas de cabelo. Após confirmar o que queria saber, Monks enfiara num saco o medalhão e
uma pedra e o lançara no rio.
Assim que tem a oportunidade, Nancy escapa
de Sikes e vai encontrar Rose Maylie em um hotel. Ela conta tudo que sabe sobre Monks e seu
plano de prejudicar Oliver. As duas combinam
de se encontrar nas noites de sábado, na ponte de
Londres, para trocar mais informações a respeito
dos planos dos criminosos.
Em Londres, Oliver e Rose Maylie saem à procura de Mr. Brownlow para explicar o sumiço do
menino. O homem recebe Oliver muito bem, e
sua governanta fica feliz com o retorno do garoto. Ao saber dos planos malignos de Monks e Fagin, Mr. Brownlow convida Rose e Oliver para
ficar em sua casa até o dia do próximo encontro
de Rose com Nancy, tencionando acompanhá-la.
Fagin e Sikes, desconfiados de Nancy, não a
deixam sair de casa. Somente na semana seguin-
te ela consegue se encontrar com Mr. Brownlow
e Rose Maylie e contar rapidamente onde poderiam encontrar Monks. Nancy, contudo, fora
seguida por um dos garotos de Fagin e é espancada até a morte por Sikes.
Mr. Brownlow descobre o paradeiro de Monks
e toda a sua história: ele é o meio-irmão de Oliver Twist. O pai deixara um testamento em
nome dos dois filhos; Monks desejava incriminar Oliver para impedi-lo de receber sua parte
da herança. Encrencado por causa da morte de
Nancy, Monks concorda em reconhecer o irmão, dar metade da fortuna para o garoto e deixar o país.
A polícia captura Fagin, que é enforcado por
seus crimes. Sikes tenta uma fuga pelos telhados
das casas em Londres e acaba se enforcando acidentalmente na corda que ele mesmo havia preparado. Monks parte de Londres para os Estados
Unidos e morre em uma prisão. Depois da descoberta sobre as origens de Oliver Twist, ele é
adotado por Mr. Brownlow e os dois vão morar
perto da casa de Rose Maylie.
4
MATERIAL DE APOIO AO PROFESSOR
Material de apoio ao professor da obra Oliver Twist, da Macmillan Education do Brasil. Elaboração: Bárbara Borges e Fabiane Zorn. Projeto gráfico e diagramação: Victor Malta. Revisão: Balão Editorial. Crédito da imagem: FrankRamspott/iStock/Getty Images.
OLIVER TWIST | CHARLES DICKENS | ADAPTADO POR MARGARET TARNER
ATIVIDADES
Using phrasal verbs
Nesta adaptação da obra de Charles Dickens encontramos muitos exemplos de phrasal verbs, verbos
que, combinados a uma preposição, adquirem um
significado diferente do que aquele que expressam
isoladamente. Trata-se, portanto, de uma ótima
oportunidade para trabalhar esse tema, que gera
muitas dúvidas entre os estudantes da língua inglesa. Solicite aos alunos que, individualmente, realizem a atividade a seguir em folhas avulsas a serem
entregues para avaliação. Peça que: a) releiam a obra
à procura de phrasal verbs e escolham cinco exemplos
de seu uso, copiando-os sem se esquecer de indicar as páginas das quais os extraíram; b) procurem
seus significados em dicionários, copiando-os e indicando a fonte da pesquisa; e c) elaborem novas
frases usando os phrasal verbs selecionados. Após
avaliar os trabalhos, devolva as folhas aos alunos e
retome o assunto para sanar as dúvidas. Se possível,
apresente mais exemplos retirados do livro.
Watching a movie
O romance Oliver Twist foi adaptado diversas vezes para o cinema. Entre as versões mais conhecidas estão: Oliver Twist (1948), de David Lean
(116 min, son., color.; classificação indicativa: 14
anos); Oliver! (1968), de Carol Reed (153 min,
son., color.; classificação indicativa: livre); e Oliver
Twist (2005), de Roman Polanski (170 min, son.,
color.; classificação indicativa: livre). Proponha
uma sessão de cinema aos alunos. Providencie um
DVD de um desses filmes e, durante a exibição,
selecione nas configurações áudio e legendas em
inglês. Dessa forma, os alunos poderão ouvir as
falas, prestando atenção à pronúncia das palavras;
caso percam alguma informação, podem acompanhar a legenda. Depois, tire dúvidas de vocabulário e de pronúncia. Aproveite para perguntar
sobre as diferenças e semelhanças entre a adaptação literária e a cinematográfica. Se não for possível usar recursos audiovisuais, proponha à turma
a dramatização de cenas do livro.
Making a will
Antes de morrer, o pai de Oliver e Monk registrara
em um testamento o desejo de que sua fortuna fosse dividida entre os dois filhos, frutos de casamentos diferentes. Embora Monks e sua mãe tivessem
sumido com o documento, Mr. Brownlow, amigo próximo do falecido, sabia de sua existência.
Como tal testamento teria sido escrito? Explique
à turma sobre as características desse documento e
proponha a elaboração coletiva do texto que poderia estar no testamento do pai de Oliver – para
fins de atividade, pode ser uma carta em tom formal, em que o personagem explicita como deseja partilhar sua herança. Apresente o vocabulário
pertinente, tirando as dúvidas que surgirem. Ouça
as contribuições dos alunos e as anote na lousa. Em
seguida, escreva com eles o texto final. Ao término
da atividade, peça que registrem no caderno o texto produzido coletivamente.
5
Material de apoio ao professor da obra Oliver Twist, da Macmillan Education do Brasil. Elaboração: Bárbara Borges e Fabiane Zorn.
Projeto gráfico e diagramação: Victor Malta. Revisão: Balão Editorial. Crédito da imagem: coolgraphic/iStock/Getty Images.
MATERIAL DE APOIO AO PROFESSOR
Nas páginas a seguir,
você encontra:
• Elementos de
contextualização para
serem trabalhados
antes de iniciar a
leitura;
• Retomada de
pontos-chave após
a leitura do livro;
• Propostas de discussão
e relação do clássico
com a atualidade.
MATERIAL DE APOIO AO PROFESSOR
OLIVER TWIST | CHARLES DICKENS | ADAPTADO POR MARGARET TARNER
ANTES DA LEITURA DO LIVRO…
Material de apoio ao professor da obra Oliver Twist, da Macmillan Education do Brasil. Elaboração: Bárbara Borges e Fabiane Zorn. Projeto gráfico e diagramação: Victor Malta. Revisão: Balão Editorial.
A
leitura de um clássico como Oliver Twist proporciona o aprendizado sobre um período
histórico importante para o mundo todo, cujo
epicentro foi a Inglaterra: a Revolução Industrial.
Também dá ensejo a reflexões sobre temas que,
tratados no livro, ainda permanecem atuais. Para
a compreensão do contexto em que se passa a narrativa, são relevantes as seguintes informações:
•
Infância do autor. Com
o pai preso por dívidas,
Charles Dickens, que levava uma vida típica
da classe média inglesa, foi obrigado a parar
de estudar para trabalhar em uma fábrica,
onde grudava rótulos em frascos. Também
limpava lareiras e chaminés. Filho mais velho, deveria contribuir para o sustento da
família. Graças a essa experiência, Charles
travou contato com a classe trabalhadora
do país, o que despertou seu interesse em
compreender e denunciar as privações dessa
grande parcela da população, especialmente
de mulheres, crianças e jovens abandonados
ao acaso. Esse conhecimento adquirido ainda
na infância aparece em muitas de suas obras.
•
Era Vitoriana. O
reinado da rainha Vitória, entre 1837 e 1901, foi marcado pelos lucros advindos das colônias britânicas e das indústrias
do país, em franca expansão graças às inovações tecnológicas e ao aumento do mercado
consumidor no mundo inteiro. Esses lucros
contribuíram para o enriquecimento da classe média burguesa e para a consolidação do
poder do Império Britânico. Foi uma época
de reformas políticas, sociais e econômicas.
Os pobres da classe trabalhadora sofriam com
os impactos causados pela Revolução Industrial, e ficaram concentrados em grandes cidades, onde trabalhavam e/ou sobreviviam
em condições precárias. Londres reunia esses
dois lados da moeda – os ricos e os pobres –,
servindo-nos de retrato da época.
•
Lei dos Pobres. A
obra Oliver Twist foi escrita
depois do Poor Law Amendment Act (1834),
um documento que tornou insustentável a
situação dos pobres. Muitos deixaram o
campo e dirigiram-se à cidade em busca de
emprego. Para obter algum tipo de benefício, precisavam comprovar pobreza extrema
e eram obrigados a se submeter às workhouses
para sobreviver, onde deveriam trabalhar
em troca de comida e camas para dormir.
Conforme o livro de Charles Dickens, as
workhouses eram administradas por mestres
(em inglês, masters), que contavam com o auxílio de matronas (em inglês, matrons) para
cuidar de mulheres e crianças, e de bedéis
(em inglês, beadles) para punir infratores.
A leitura dessa obra-prima de Charles Dickens,
escrita em uma época de profundas transformações
econômicas e sociais, garante ao leitor não apenas
entretenimento, mas também a oportu­nidade de
se posicionar criticamente como cidadão consciente. Apresente o vocabulário pertinente aos temas
apresentados no livro, considerando a relação de
seu conteúdo com a realidade atual.
1
MATERIAL DE APOIO AO PROFESSOR
OLIVER TWIST | CHARLES DICKENS | ADAPTADO POR MARGARET TARNER
DEPOIS DA LEITURA DO LIVRO…
Material de apoio ao professor da obra Oliver Twist, da Macmillan Education do Brasil. Elaboração: Bárbara Borges e Fabiane Zorn. Projeto gráfico e diagramação: Victor Malta. Revisão: Balão Editorial.
T
erminada a leitura da obra Oliver Twist, de
Charles Dickens, retome com a turma os
assuntos abordados no decorrer dos capítulos,
além dos apresentados na contextualização prévia. Aprofunde a reflexão sobre o que foi tratado,
sempre incentivando o estabelecimento de relações com a contemporaneidade. Promova a discussão entre os alunos sobre os pontos a seguir:
•
•
Na sociedade vitoriana, as
crianças eram consideradas adultos em miniatura e sua educação não era obrigatória. A duração da infância era reduzida ao seu período
mais frágil (enquanto se é um bebê); depois, a
criança era misturada aos adultos e partilhava
de suas atividades. Faziam trabalhos perigosos
e em condições precárias, expondo-se a riscos.
Oliver é o retrato do desamparo de uma criança órfã em um sistema injusto. Se o mundo já
era cruel para os adultos, para as crianças era
ainda pior. Infelizmente, essa situação ainda
é observada no mundo todo, mesmo com a
existência de leis nacionais e internacionais
que proíbem a exploração infantil e garantem
os direitos de crianças e adolescentes.
Trabalho infantil.
Nancy é uma personagem feminina que sofre diversos tipos de
violência. Ela mantém um relacionamento
com um perigoso bandido, de quem apanha
com frequência – fato que a leva à morte. Lamentavelmente, esse problema retratado no
livro do século XIX ainda aflige muitas mulheres, vítimas de relacionamentos abusivos.
Violência contra a mulher.
Para combater esse tipo de violência e a desigualdade de gênero, foram criados, ao redor
do mundo, órgãos e leis de apoio e proteção
às mulheres. Campanhas são realizadas com
frequência para conscientizar a população e
incentivar a denúncia dos agressores.
•
Bem-estar social. Considerada
por muitos críticos como uma espécie de sistema prisional
para “punir a pobreza”, a workhouse que abrigou Oliver Twist em seus primeiros anos de
vida era um tipo de instituição que fazia parte da política britânica de auxílio aos pobres.
Oficialmente, essa política surgiu no século
XVI e se estendeu, com alterações marcantes no século XIX, até a primeira metade do
século XX, quando, após a Segunda Guerra
Mundial, foi publicado o National Assistance
Act (1948) e estabelecido o National Health
Service (NHS) no Reino Unido. Ambos foram moldados conforme as exigências do Estado de bem-estar social, que deveria garantir aos cidadãos condições mínimas de vida,
consideradas direitos sociais.
Peça aos alunos que pensem sobre os temas
discutidos, ligando-os à realidade brasileira. Ainda existem casos de trabalho infantil no Brasil?
Como está a situação das mulheres no país? E
como são as políticas públicas voltadas à população? Sugira que pesquisem sobre o Estatuto da
Criança e do Adolescente (ECA), de 1990, a Lei
Maria da Penha, de 2006, e programas governamentais voltados ao bem-estar da população.
2
Material de apoio ao professor da obra Oliver Twist, da Macmillan Education do Brasil. Elaboração: Bárbara Borges e Fabiane Zorn.
Projeto gráfico e diagramação: Victor Malta. Revisão: Balão Editorial. Crédito da imagem: coolgraphic/iStock/Getty Images.
MATERIAL DE APOIO AO PROFESSOR
Nas páginas a seguir,
você encontra
sugestões de atividades
interdisciplinares com:
• História;
• Geografia;
• Sociologia.
MATERIAL DE APOIO AO PROFESSOR
OLIVER TWIST | CHARLES DICKENS | ADAPTADO POR MARGARET TARNER
Material de apoio ao professor da obra Oliver Twist, da Macmillan Education do Brasil. Elaboração: Bárbara Borges e Fabiane Zorn. Projeto gráfico e diagramação: Victor Malta. Revisão: Balão Editorial. Crédito da imagem: DenPotisev/iStock/Getty Images.
SUGESTÕES INTERDISCIPLINARES
Revolução Industrial e workhouses
Para saber mais…
Entre os séculos XVIII e XIX, o uso das máquinas a vapor na confecção de mercadorias resultou
no aumento da produção, em seu barateamento
e, consequentemente, no aumento do consumo.
O desemprego gerado pelas máquinas barateou
também a mão de obra. O afluxo de pessoas para
as cidades provocou o aumento da natalidade e
da densidade demográfica nos centros urbanos.
Eram comuns jornadas de trabalho exaustivas
de mulheres e crianças. A desigualdade social
acentuada pelo subemprego gerou altos índices
de pobreza e mortalidade. O epicentro dessas
transformações típicas da Revolução Industrial
era Londres e seus arredores, onde Oliver Twist
é ambientado. A história se passa no reinado da
rainha Vitória, entre 1837 e 1901.
Proposta de atividade
Em conjunto com o professor de História, divida a sala em grupos, que ficarão responsáveis por
pesquisar um dos aspectos da Revolução Industrial indicados acima. É importante certificar-se
de que um dos grupos se dedique ao tema das
workhouses inglesas. Depois, por meio de seminários, os alunos devem expor à turma o resultado da pesquisa. Referências visuais como gráficos, mapas e cartazes podem ajudar a construir
um panorama da época e preparar os alunos para
compreender melhor a obra de Charles Dickens.
Jovens excluídos e a poesia
Para saber mais…
Órfão, Oliver Twist vive em situação precária dentro de uma workhouse inglesa e, ao decidir fugir, fica à
mercê de um grupo de bandidos que recruta crianças
para cometer furtos. A realidade das ruas é implacável com o pequeno protagonista; em certa passagem
do livro ele é abandonado ferido pelos comparsas do
crime. Com essa história, Charles Dickens denuncia
a triste condição dos meninos de rua na Inglaterra
industrializada do século XIX. Paralelamente, hoje,
no Brasil, podemos observar diversas situações de
exclusão social de crianças e jovens que fogem de
casa ou não possuem famílias e têm as ruas como lar.
Muitos deles são vítimas de crimes, mas também cometem delitos e acabam internados em instituições
socioeducativas governamentais.
1
MATERIAL DE APOIO AO PROFESSOR
OLIVER TWIST | CHARLES DICKENS | ADAPTADO POR MARGARET TARNER
Material de apoio ao professor da obra Oliver Twist, da Macmillan Education do Brasil. Elaboração: Bárbara Borges e Fabiane Zorn. Projeto gráfico e diagramação: Victor Malta. Revisão: Balão Editorial. Crédito da imagem: ivan-96/iStock/Getty Images.
Proposta de atividade
Com o auxílio do professor de Geografia, apresente dados demográficos sobre a situação de crianças
e jovens em situação de rua no país ou de jovens
infratores. Promova a exibição do documentário
Meninos de palavra (2017), de Fabrício Borges (30
min, son., color.; classificação indicativa: livre), disponível em: <https://www.videocamp.com/pt/
movies/meninos-de-palavra> (acesso em: 29 abr.
2018), que mostra a realidade de internos da Fundação Casa, no estado de São Paulo, em atividades
de arte-educação. Proponha, então, a elaboração
de um poema em língua inglesa sobre a temática, utilizando vocabulário pertinente, de modo
a construir relações interpretativas entre o documentário e a obra de Charles Dickens.
Pena de morte
Para saber mais…
Quase no fim do livro, o leitor acompanha os últimos momentos do personagem Fagin. Ele vai para
a prisão e dali segue para sua execução em frente a
uma multidão que vibra com seu enforcamento –
o que era comum na Inglaterra até o século XIX.
A última execução em praça pública no país se deu
em 1868. Em 1998, o país aboliu por completo a
pena de morte. Esse tipo de punição, tal como retratado no livro, deve causar estranhamento no leitor, e precisa ser discutido em sala de aula.
Proposta de atividade
Em uma atividade interdisciplinar com o professor de Sociologia, peça aos alunos que se
dividam em grupos e pesquisem quais países
ainda possuem pena de morte e quais a aboliram, investigando as razões que sustentam sua
manutenção ou extinção. Depois, promova um
debate a partir da apresentação do resultado da
pesquisa realizada pelos grupos. O professor de
Sociologia pode auxiliar na discussão e análise
dos argumentos apresentados, trazendo mais informações e apresentando pontos de reflexões
propostos por especialistas.
2
Download
Random flashcards
State Flags

50 Cards Education

Countries of Europe

44 Cards Education

Art History

20 Cards StudyJedi

Sign language alphabet

26 Cards StudyJedi

Create flashcards