Apresentacao_LAVIS_Ago_2018

advertisement
Personalidade Profissional e Ambientes de Trabalho
1ª Semana Imersiva do Laboratório de Avaliação e Intervenção na Saúde LAVIS - UFMG
Agosto/2018
Pedro Arthur Roldi-Fernandes
Psicólogo
Mestrando em Psicologia: Cognição e Comportamento pela UFMG
Discente no Laboratório de Avaliação e Intervenção na Saúde – LAVIS
Personalidade Profissional
Quem desenvolveu?
John Lewis Holland (Omaha, NE, 21/out/1919 – Baltimore, MD,
27/nov/2008 – 89 anos)
John Lewis Holland, PhD, foi um dos psicólogos mais influentes
da Século XX, com o reconhecimento igual ao de B. F. Skinner.
Ele também é um dos psicólogos mais influentes do século XXI.
A lista daqueles que construíram, incorporaram ou foram
influenciados por seu trabalho é longa e inclui alguns dos mais
produtivos pesquisadores contemporâneos em psicologia.
Apesar de seu legado permanecer, sua morte marca o fim de
uma era que teve uma forte influência na construção de
instrumentos de medida psicológica e no desenvolvimento de
carreira e orientação profissional (Hansen, 2011).
Personalidade Profissional
Logo após concluir a faculdade de Psicologia na Universidade de
Omaha em 1942, Holland serviu o exército por cerca de três anos,
trabalhando como um inspetor de testes psicológicos e assistente no
departamento de psicologia, dentre outras funções. Seu interesse em
estabelecer tipos profissionais começou nesta época, enquanto
observava os recrutas do exército ordenados de acordo com os
resultados obtidos a partir de um formulário de entrevista breve. Na
Universidade de Minnesota, ele obteve um doutorado em
aconselhamento psicológico.
Ao longo de sua carreira Holland apresentou à comunidade científica
os inconvenientes dos testes de orientação profissional existentes:
pontuações pouco precisas, informações sobre os pacientes erradas, e
ausência de uma lista de ocupações organizadas.
Personalidade Profissional
• 1980 – Aposentadoria aos 60 anos na Johns Hopkins
University, porém continua realizando pesquisas;
• 1995 – Recebe um prêmio da American Psychological
Association (Awards for distinguished professional
contributions).
• 1980 – 2008 – Realiza uma série de publicações voltadas
aos interesses profissionais e ambientes de trabalho.
• 1997 publica a obra Making Vocational Choices: A Theory
of Vocational Personalities and Work Environments.
American Psychological Association. (1995). Awards for distinguished professional contributions: John L. Holland.
American Psychologist, 50, 236-238.
Personalidade
Profissional
Holland, J. L. (1997). Making vocational choices: A theory of vocational personalities and work environments. Odessa, FL: Psychological Assessment Resources.
Modelo RIASEC
Tipo R (Realístico) descreve pessoas mais voltadas para realizações observáveis e concretas. Gosta de
trabalhar com animais, ferramentas ou máquinas; geralmente evita atividades sociais como ensinar, curar e
informar os outros. Tem boas habilidades em trabalhar com ferramentas, desenhos mecânicos ou elétricos,
máquinas ou plantas e animais. Considera-se prático, mecânico e realista.
Modelo RIASEC
Tipo I (Investigativo) adapta-se ao ambiente social e físico através do uso da inteligência. Gosta de estudar e
resolver problemas de matemática ou ciência; geralmente evita liderar, vender ou persuadir pessoas. É bom
em entender e resolver problemas de ciência e matemática. Valores da ciência e considera preciso, científico e
intelectual.
Modelo RIASEC
– Tipo A (Artístico) gosta de fazer atividades criativas como arte, drama, artesanato, dança, música ou escrita
criativa. Geralmente evita atividades altamente ordenadas ou repetitivas. Tem boas habilidades artísticas na escrita criativa, no drama, no artesanato, na música ou na arte. Valora as artes criativas - como drama,
música, arte ou as obras de escritores criativos e se vê como expressivo, original e independente.
Modelo RIASEC
– Tipo S (Social) gosta de fazer coisas para ajudar as pessoas - como, ensinar, nutrir ou dar primeiros socorros,
fornecendo informações. Geralmente evita o uso de máquinas, ferramentas ou animais para alcançar um
objetivo. É bom em ensinar, aconselhar, curar ou dar informações. Valoriza problemas e atividades sociais,
éticas e religiosas e vê-se como útil, amigável e confiável.
Modelo RIASEC
– Tipo E (Empreendedor) gosta de liderar e persuadir as pessoas, e vender coisas e ideias. Geralmente evita
atividades que requerem observação cuidadosa e pensamento científico e analítico. É bom para liderar
pessoas e vender coisas ou ideias. Valoriza o sucesso na política, liderança ou negócios e considera-se
enérgico, ambicioso e sociável.
Modelo RIASEC
– Tipo E (Empreendedor) gosta de liderar e persuadir as pessoas, e vender coisas e ideias. Geralmente evita
atividades que requerem observação cuidadosa e pensamento científico e analítico. É bom para liderar
pessoas e vender coisas ou ideias. Valoriza o sucesso na política, liderança ou negócios e considera-se
enérgico, ambicioso e sociável.
Modelo RIASEC
– Tipo C (Convencional gosta de trabalhar com números, registros ou máquinas de forma definida e ordenada.
Geralmente evita atividades ambíguas e não estruturadas. É bom trabalhar com registros e números escritos
de forma sistemática e ordenada. Prefere tarefas computacionais e de escritório, dá alto valor a assuntos
econômicos e um baixo valor a assuntos estéticos e religiosos. Considera-se tão ordenado e bom em seguir
um plano definido.
Modelo RIASEC
Modelo RIASEC
https://www.careerkey.org/choose-a-career/hollands-theory-of-career-choice.html#.W2ux7v5Ki9Y
Modelo RIASEC
A teoria de Holland revolucionou a maneira como abordamos a avaliação de
interesses, habilidades e a tomada de decisões profissionais. Sua teoria é
marcada pela parcimônia e linguagem acessível, tornando-se um alicerce na
Orientação Profissional (OP), estimulando grande parte dos estudos
acadêmicos e o desenvolvimento de instrumentos de qualidade na avaliação
de interesses profissionais. Sua teoria também teve mais impacto sobre a
maneira pela qual as pessoas selecionam ocupações e carreiras.
Modelo RIASEC
Johnston, Reardon and Bullock-Yowell, 2013
Modelo RIASEC
Johnston, Reardon and Bullock-Yowell, 2013
Modelo RIASEC
Referências
•
•
•
•
•
•
Hansen, Jo-Ida. C. (2011). Remembering John L. Holland, PhD. In The Counseling Psychologist. 39(8), 1212-1217.
Holland, J. L. (1959). A theory of vocational choice. Journal of Counseling Psychol- ogy, 6, 34-45.
Holland, J. L. (1997). Making vocational choices: A theory of vocational personalities and work environments. Odessa, FL: Psychological
Assessment Resources.
https://www.careerkey.org/choose-a-career/hollands-theory-of-career-choice.html#.W2ux7v5Ki9Y
Rounds, J., Su, R., Lewis, P., Rivkin, D. (2010). O*NET® Interest Profiler short form: Psychometric characteristics. National Center for
O*NET Development, Raleigh, NC. http://www.onetcenter.org/reports/IPSF_Psychometric.html
Johnston, J., Reardon, B., Bullock-Yowell, E. (2013). Remembering John Holland and Furthering His Impact on Career Services.
Presentation for NCDA 2013, Boston, MA.
Muito obrigado!
Rua Gonçalves Dias – 1181
Sala 1003 – Savassi
Belo Horizonte/MG
CEP: 30140-097
31-3586-4805 / 31-99212-0347
pedro[email protected]
Download
Related flashcards
Create Flashcards